sexta-feira, 27 de abril de 2012

Giro da Semana - O Meio Ambiente em Pauta (4ª Edição - 27.04.12)

Leia abaixo as notícias sobre meio ambiente que circularam na Internet e nas redes sociais esta semana.

Boa leitura!

Semana de votação do Código Florestal começa com ameaças e sem consenso
Depois de várias sucessões de adiamentos nos últimos meses, a votação do novo Código Florestal Brasileiro enfim deverá ser realizada na terça-feira, 24 de abril, conforme prometido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS). No entanto, o resultado do pleito é uma incógnita, uma vez que o parecer apresentado pelo relator da matéria, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), na última quinta-feira (19), desagradou ao governo, a alguns partidos da base aliada e até mesmo a comunidade científica. Leia Mais >

Com a bênção dos doadores do agronegócio
Deputado escolhido como relator do Código Florestal modificou o documento a favor do setor produtivo responsável por 40% do financiamento da sua campanha e irritou os ambientalistas
Alvo das críticas de ambientalistas em razão das mudanças promovidas na reforma do Código Florestal na semana passada, o deputado Paulo Piau (PMDB-MG), relator da matéria que tramita na Câmara, contou com uma colaboração dos empresários do agronegócio para se eleger. Mais de R$ 990 mil — o que corresponde a 41,7% dos R$ 2.380.528 que declarou ter recebido em doações — vieram de investidores que devem ter agradecido um documento menos rigoroso. Depois de analisar o texto vindo do Senado, Piau alterou diversos tópicos, entre eles, o que determinava uma extensão da área de preservação permanente a ser recomposta por quem realizou desmatamentos em encostas e beiras de rios. A nova versão será votada nesta terça-feira no plenário da Casa. Leia Mais >

Entenda o que diz o Código Florestal a ser votado na Câmara
O novo Código Florestal traz um conjunto de regras sobre a preservação ambiental em propriedades rurais e será votado novamente na Câmara dos Deputados.
O texto volta a ser discutido na Câmara após ser aprovado no Senado em dezembro do ano passado. O Código já havia sido aprovado na Câmara em maio de 2011, quando a base aliada aprovou o texto mesmo com orientação contrária do governo. Agora, os deputados vão decidir se aprovam ou rejeitam mudanças feitas pelos senadores. Leia Mais >

Iniciativa Carta da Terra: você quer ver o mundo de outra forma?
Você acha que é possível ver o mundo com outros olhos? Para ajudar nisso, a iniciativa brasileira da Carta da Terra lançou uma campanha com o slogan “Veja o mundo através das lentes da Carta da Terra”, inspirada na importância da mobilização da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que acontece em junho, no Rio de Janeiro.
A primeira ação é o vídeo abaixo, de pouco mais de um minuto, que convida o espectador a refletir sobre sistemas de produção e valores humanos e propõe uma forma de pensar alinhada aos conceitos da chamada economia verde – que defende um crescimento baseado nos princípios de “integridade ecológica, justiça social e econômica, democracia, não violência e paz”. Leia Mais >


O início do fim das florestas
Esta árvore solitária já foi parte de uma floresta.
A foto foi realizada em fevereiro passado, próximo a Santarém (PA).
(©Daniel Beltrá/Greenpeace)
Hoje a Câmara dos Deputados mostrou o que quer: o fim das florestas no Brasil. Por 274 votos a 184, com duas abstenções, foi aprovada hoje a proposta que desfigura o Código Florestal. Hoje a Câmara dos Deputados mostrou o que quer: o fim das florestas no Brasil. Por 274 votos a 184, com duas abstenções, foi aprovada hoje a proposta que desfigura o Código Florestal, escrita pelo deputado ruralista Paulo Piau (PMDB-MG) sobre o texto aprovado pelo Senado, segue agora para sanção da presidente, Dilma Rousseff. Se ela não se mexer, e vetar o texto, esse futuro será seu legado.
O texto aprovado dá anistia total e irrestrita a quem desmatou demais – mesmo aqueles que deveriam e têm capacidade de recuperar matas ao longo de rios, por exemplo – e ainda dá brecha para que mais desmatamentos ocorram no país. Ele é resultado de um processo que alijou a sociedade, e vai contra o que o próprio governo desejava. Com isso, avanços ambientais conquistados ao longo de décadas foram por água abaixo. Leia Mais >


20 anos em ação
Dia 26 de abril de 1992: a tripulação do Rainbow Warrior, navio símbolo do Greenpeace, rumou para Angra dos Reis. Lá, 800 cruzes foram afixadas no pátio da usina nuclear, simbolizando o número de mortes ocorridas no trágico acidente de Chernobyl, ocorrido seis anos antes. Essa ação marcou a fundação oficial do Greenpeace no Brasil. Leia Mais
GALERIA DE FOTOS 20 ANOS

Veja o que foi notícia nos blogs do G8 esta semana (Grupo de Voluntários do Greenpeace no Brasil):


Green Manaus
Leia > Apenas uma Vaga Lembrança

Green Brasília
Leia >  Em um dia festivo, 21 de abril, os voluntários do Greenpeace colheram assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular Desmatamento Zero.

A Triste Imagem da Semana

Aprovação do Novo Código Florestal pela bancada ruralista
O Vídeo da Semana

Esta entrevista foi concedida pelo ambientalista e documentarista Washington Novaes para a TV Senado no dia 10.12.10, mas é importante publicarmos aqui pela relevância do entrevistado e pelos assuntos tratados. Vale a pena conferir. 




quinta-feira, 26 de abril de 2012

VETA, DILMA!



Vergonha Nacional.

Não pensem, nobres deputados, que a batalha está vencida.

Iremos à luta e, junto com o povo brasileiro, vamos acrescentar novamente o verde em nossa bandeira

VETA, DILMA!


Abaixo protesto dos voluntários do grupo do Greenpeace Porto Alegre:


Amanda Aguiar


"O amarelo não exite mais, o azul dos mares está ficando preto de petróleo...e o verde das matas? 274 deputados votaram para que a bandeira do Brasil se torne ainda mais escura, desse jeito a única coisa que restará serão as estrelas, já que essas eles ainda não descobriram como matar."




Cínthia

"Dia 25/004/2012 assistimos mais uma desonrosa atuação da Câmara Federal Brasileira. Foi aprovado o texto "criminoso" para um novo código florestal brasileiro. Criminoso porque estimula a devastação do patrimônio natural brasileiro.

Retrógado porque em pleno século XXI, com todos os avanços científicos, com os problemas do Aquecimento Global, ignora esses avanços e estimula o desmatamento.
A aprovação na Câmara nesta fatídica data passa a seguinte mensagem ao cidadão brasileiro: "quem respeita a Lei é otário". Todos àqueles que até então cumpriram a Lei vigente são chamados de IDIOTAS pelos Deputados Federais.

O texto aprovado na Câmara fere os Princípios:
1- da proibição de retrocesso;
2- da Precaução;
3- da responsabilidade intergeracional.

Enfim, nossos políticos de péssima qualidade rasgam mais uma vez as Leis e a dignidade dos cidadãos brasileiros. Em troca de muito dinheiro desonesto."



Valdeci C. Souza 

"Por uma incrível ironia do destino, o Congresso Nacional resolveu votar (e aprovar por ampla maioria da bancada ruralista) o Novo Código Florestal às vésperas da Conferência  Rio+20. 

Que vergonha, nobres deputados! Sediar uma conferência sobre sustentabilidade e meio ambiente derrubando florestas e privilegiando o lucro predatório em detrimento de todo um ecossistema. Como vamos explicar, aos milhares de ambientalistas que irão participar deste evento, este paradoxo? 

Esta festa não irá durar muito tempo senhores ruralistas, porque o povo brasileiro, com certeza, irá reagir contra este absurdo e reverter esta triste realidade. 

Perdemos esta batalha, mas a luta continua e iremos vencê-la com a união de todos. Não é possível aceitar que este país continental seja explorado, de forma predatória, por aqueles que só pensam no lucro fácil esquecendo-se do futuro das próximas gerações." 










segunda-feira, 23 de abril de 2012

Dia da Terra - Dia de Assinaturas para a Liga das Florestas


Voluntários na Usina do Gasômetro. Até Elis Regina ajudou na obtenção de assinaturas para a PEC do
Desmatamento Zero!
Texto: Valdeci C. de Souza 

No último domingo, dia da terra, o Grupo de Voluntários do Greenpeace Porto Alegre, circulou pela Usina do Gasômetro em mais uma atividade em defesa de nossas matas e florestas. Não poderia ser diferente, claro! 

A população atendeu ao nosso pedido e assinavam nossa petição
Nada melhor que comemorar esta data importante, levando uma palavra de conscientização e de preservação ambiental aos porto-alegrenses. Até porque, outra data importante - e histórica - se aproxima: A votação do novo Código Florestal prevista para a próxima terça-feira dia 24 de abril. Era preciso alertar a população para este fato. 

Por tudo isso, os voluntários empenharam-se com mais entusiasmo e criatividade para convencer os gaúchos a assinarem a petição para a criação da lei do Desmatamento Zero. 

Entre um Chimarrão e outro, assinaturas para a preservação de matas e florestas
Para nossa surpresa, um índio solitário, vindo do longínquo Acre, também circulava pela orla do Guaíba chamando a atenção de todos com seu discurso contundente sobre a necessidade de preservação da floresta e das tribos indígenas existentes na Amazônia. 

Foi um encontro comovente entre o indígena e o grupo de voluntários na manhã de um belo e frio domingo no momento em que comemorávamos o Dia da Terra. Por alguns minutos foi possível ouvir a voz da floresta e entender melhor a importância da nossa luta (e de todos que lutam em favor do meio ambiente). 

Mas não foi só o índio que chamou a atenção dos que circulavam pela Usina do Gasômetro.

Homem motosserra colhendo assinaturas 
Nossos voluntários fantasiados de árvore e de homem motosserra também fizeram sucesso por onde passaram e ajudaram na obtenção de inúmeras assinaturas para a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para a criação da lei do Desmatamento Zero. 
Árvore lutando em causa própria

Passeio pela orla e conscientização ecológica 
O sucesso das fantasias foi tanto que, por diversas vezes, os voluntários foram convocados a posarem para fotos com a população. Afinal, não é todo dia que uma árvore e um homem motosserra circulam pela cidade pedindo assinaturas para a Liga das Florestas. Motosserra arrependida de sua destruição, diga-se de passagem! 

Foi uma ação vitoriosa porque foi possível explicar a necessidade da participação popular nesta causa nobre. Recebemos muitas manifestações de apoio e inúmeras assinaturas para a nossa petição. 

Encontro emocionado com índio do Acre

Índio divulga sua luta pela preservação ambiental e conhece o trabalho do Greenpeace

Desfile na orla do Guaíba 

Gaúchos aderem à campanha do Desmatamento Zero
Usina do Gasômetro - Momento histórico para o Grupo de Voluntários de Porto Alegre: Muitas assinaturas para a
Liga das Florestas


Veja AQUI galeria de fotos deste Ponto Verde



sexta-feira, 20 de abril de 2012

Ponto Verde dia 22 de Abril de 2012 - Código Florestal



Alô, Alô, Gurizada Verde de Porto Alegre e Região Metropolitana:

Domingo, 22 de abril é o Dia da Terra. 

Para comemorar a data, o Grupo de Voluntários do Greenpeace Porto Alegre vai realizar - em parceria com o Comitê Floresta Faz a Diferença - uma campanha para arrecadar assinaturas para a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para a criação da lei do Desmatamento Zero. 

Neste dia, os voluntários estarão circulando na Usina do Gasômetro - a partir das 9h - colhendo assinaturas das pessoas que são contra este novo Código Florestal e favoráveis às nossas florestas.  

Vamos mostrar ao Congresso Nacional e a Presidente Dilma, que não vivemos uma fantasia e que um Brasil mais sustentável é possível. 

AGENDA:
DATA: 22/04/12
HORA: A partir das 9h
LOCAL: Usina do Gasômetro


O Giro da Semana - O Meio Ambiente em Pauta (3ª Edição - 20.03.12)

Leia abaixo as notícias que saíram na Internet esta semana e fique bem informado sobre as questões ambientais que afetam a todos nós.  


Boa Leitura! 


Estudo vincula elevação do Pacífico sul a mudanças climáticas
Os níveis do Pacífico sul começaram a subir drasticamente desde 1880, com um pico considerável nos anos 1990, algo que estaria vinculado com as mudanças climáticas provocadas pelas atividades humanas, revela um novo estudo. Leia Mais >


João Paulo Capobianco: "O governo é pré-histórico na questão ambiental" (íntegra)
Há alguns dias, importantes organizações da área ambiental divulgaram um documento com severas críticas ao primeiro ano do governo Dilma Rousseff no setor. Instituto Socioambiental, Fundação SOS Mata Atlântica e WWF, entre outras, classificam o atual período como o de “maior retrocesso da agenda socioambiental desde o fim da ditadura”. A acusação é endossada pelo biólogo e consultor João Paulo Capobianco, um dos mais respeitados ambientalistas do país. No governo Lula, Capobianco ocupou o segundo cargo mais importante do Ministério do Meio Ambiente, o de secretário-executivo. Saiu junto com a ministra Marina Silva e depois participou de sua campanha pela Presidência. Nesta entrevista, ele explica porque avalia tão mal os primeiros atos de Dilma no setor. Leia Mais >

Belo Monte e seu rastro de caos e destruição
O Greenpeace sobrevoou a Usina Hidrelétrica de Belo Monte no dia 10 de abril e essa atividade fez parte das programações que envolvem o navio Rainbow Warrior, que na perna amazônica tem dado ênfase à campanha da Lei do Desmatamento Zero. Até o momento, mais de 93 mil pessoas assinaram a petição online que objetiva coletar no mínimo 1,4 milhão de assinaturas para esse projeto de lei de iniciativa popular. Leia Mais >


Primeiro barramento começa a ser erguido no Rio Xingu. Árvores caídas denotam a destruição da floresta amazônica provocada por Belo Monte (©Greenpeace/Marizilda Cruppe)


Por uma nuvem mais limpa


Enquanto cada vez mais pessoas se conectam à “nuvem”, como é chamado o ambiente virtual que armazena dados e arquivos dos internautas, a demanda por energia aumenta – muitas vezes suprida por fontes sujas. As fontes sujas de energia, especialmente o carvão, estão no centro do problema que causam as mudanças climáticas. Isso porque, ao serem queimados, emitem grandes volumes de gás carbônico, o principal gás que causa do efeito estufa. Leia Mais >

Dinamarca: Peixes prosperam nos parques eólicos offshore
As dúvidas sobre os impactos da instalação de um parque eólico offshore (dentro do mar), nas comunidades de peixes do Mar do Norte, já tem respostas preliminares. O Instituto Nacional de Recursos Aquáticos da Dinamarca (DTU Acqua, na sigla original) divulgou um estudo que concluiu haver uma convivência harmoniosa entre as turbinas do parque em alto mar Horns Rev I e os peixes. Para algumas espécies, a população aumentou. Leia Mais >  


























10 filmes que ensinam seu filho a cuidar do planeta
O cinema é um ótimo aliado na educação dos pequenos e um oportunidade para os pais falarem de assuntos importantes sem parecer que estão dando um sermão. A seguir, uma seleção que aborda de forma criativa problemas ambientais. Leia Mais >

Relatório do Código Exclui Regras Para Recompor Beiras de Rio
O relator do projeto de reforma do Código Florestal, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), apresentou nesta quinta-feira (19) seu parecer sobre o projeto, com votação marcada para a próxima terça (24) no plenário da Câmara. Ele retirou do texto aprovado no Senado percentuais mínimos de recuperação das áreas de preservação permanente (APPs) desmatadas nas margens de rios localizados dentro de propriedades rurais. Leia Mais >



O Que Foi Notícia no G8 esta semana (Grupos de Voluntários do Greenpeace no Brasil):

Green Rio

Green Brasília 

A Imagem da Semana

Ativistas do Greenpeace Internacional escalam a sede da Apple, em Cork, na Irlanda, para pedir que a empresa use energias renováveis em sua nuvem de dados © Kim Haughton/Greenpeace


O Vídeo da Semana 
O Homem Que Plantava Árvores




                                                                Assine a petição aqui

Agora que você já sabe sobre o que foi publicado nas redes sociais, um aviso importante:

Domingo, dia 22 de abril, o Grupo de Voluntários do Greenpeace Porto Alegre vai estar circulando na Usina do Gasômetro colhendo assinaturas para a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para a criação da Lei do Desmatamento Zero.

O evento será realizado em parceria com o Comitê "Floreta faz a Diferença".


Participem! 

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Cozinha Solar no Parque Redenção

Texto: Valdeci C. de Souza 

Mais uma vez a “Cozinha Solar” voltou à praça. Devido ao grande sucesso da primeira edição, era natural que o grupo de voluntários do Greenpeace Porto Alegre tivesse motivação suficiente para mais uma apresentação deste evento. E, como não poderia deixar de ser, outro grande sucesso de público. Crianças, jovens, pessoas da terceira idade, homens e mulheres, todos muito interessados (e entusiasmados) por conhecerem as possibilidades da energia solar. 






A instalação do Ponto Verde ocorreu no último domingo, das 9h às 17h, no Parque Redenção. De início já foi atraindo a atenção das pessoas que circulavam. Curiosas foram se aproximando e, aos poucos, começaram a fazer perguntas sobre o funcionamento do forno solar e sua fabricação. Queriam saber como era possível transformar uma antena parabólica em um potente aquecedor solar para cozimento de diversos alimentos e aquecimento de água. Outros mostravam interesse no protótipo de aquecedor solar feito com garrafas Pets e como tornar prático os conhecimentos ali adquiridos. 

Por sorte, nosso Ponto Verde foi ladeado por dois eventos artísticos que ajudaram a trazer mais público para a nossa causa: Do lado direito um grupo de teatro de rua vez apresentação de um espetáculo muito interessante com seus figurinos, caracterização de atores e fogos de artifícios. A nossa esquerda, o "Conjunto Bluegrass Porto-Alegrense", já bastante conhecido dos gaúchos, também fez sua apresentação musical. Assim, foi possível trabalhar ouvindo uma boa trilha sonora em boa parte no período da tarde. Após o término dos espetáculos, parte da audiência se dirigiu para nosso acampamento e também tomaram conhecimento das causas ali defendidas e divulgadas pelo grupo. 





























Muitos questionamentos e dúvidas das pessoas que circularam pelo Ponto Verde foram sanados, com prazer, por todos os voluntários presentes. A alegria maior foi notar o entusiasmo de todos com o aprendizado sobre energia solar. Acima de tudo, foi gratificante perceber que grande parte do público entendeu que é possível fabricar os mesmos equipamentos solares ali expostos. 

Durante todo o dia foi possível colher dezenas de assinaturas para a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para a criação da lei do Desmatamento Zero e também contra as Usinas Nucleares. 


sexta-feira, 13 de abril de 2012

Giro da Semana - O Meio Ambiente em Pauta (2ª Edição - 13.04.12)

Ficou por fora dos assuntos ambientais discutidos na Internet esta semana? Não se preocupe. Abaixo o resumo do que rolou de mais importante nas redes sociais para você ficar bem informado. 

Boa Leitura! 

Dilma é acuda por retórica sobre energia alternativa
São Paulo, 6 - As declarações que a presidente Dilma Rousseff (PT) deu anteontem de desdém em relação à energia eólica e de ênfase à continuidade dos investimentos em hidrelétricas foram consideradas de "infelizes" e "ultrapassadas" a "retóricas" por quem vem trabalhando em apoio à energia alternativa. Dilma falou na quinta-feira em reunião do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, que ela preside, mas com o qual ainda não havia se reunido. Leia Mais >

A força dos ventos
Durante o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, na semana passada, a presidenta Dilma Roussef deu declarações polêmicas em relação à energia eólica e enfatizou a importância da continuidade dos investimentos em hidrelétricas. Ela afirmou que “para garantir energia de base renovável que não seja hídrica, fica difícil, porque eólica não segura. E todo mundo sabe disso”, e continuou, dizendo que seria necessário usar outros tipos de energia já que “não venta o tempo todo e não tem como estocar vento. Não posso dizer que só com eólica é possível iluminar o planeta”. Leia Mais >

Irresponsabilidade organizada e as catástrofes ambientais
artigo de Roberto Naime
Os riscos ambientais não se refletem apenas localmente. Eles se deslocam, invadem fronteiras, atravessam continentes e comportam danos sem limites, globais, incalculáveis e irreparáveis ao meio ambiente. Beck alerta que há uma crescente exportação invisível de perigos e riscos ambientais, ou seja, eles cruzam fronteiras sem ser detectados. Um exemplo que caracteriza o risco transnacional e transtemporal é o acidente ocorrido com petróleo no ano de 2010 nos Estados Unidos. É impossível calcular hoje toda a dimensão dos impactos e riscos socioambientais decorrentes, e riscos associados. Leia Mais >


Kaká 1 x 0 Desmatamento
Número um no ranking dos brasileiros mais seguidos no Twitter, o jogador de futebol Kaká, que atua no clube Real Madri, da Espanha, é uma das mais de 75 mil pessoas que querem o Desmatamento Zero no Brasil. O atacante publicou esta noite, em sua página do Twitter, que apoia a campanha pela preservação das florestas e que já assinou a petição pela lei de iniciativa popular. Um golaço para o time brasileiro. Leia Mais >

Aumenta a temperatura, e não só nos termômetros
artigo de Washington Novaes
[O Estado de S.Paulo] Há meia dúzia de anos, quando o autor destas linhas preparava para a TV Cultura documentário sobre a biodiversidade no Município de São Paulo, especialistas em clima na Universidade de São Paulo (USP) e na Secretaria do Verde e do Meio Ambiente chamaram a atenção para a diferença de temperatura observável simultaneamente entre as regiões mais altas (Serra do Mar, Cantareira) e as áreas mais industrializadas e com trânsito mais intenso (Mooca, Brás), que podia chegar a 6 graus Celsius. Isso levava a que se formassem ilhas de calor nas áreas mais quentes e para ali fossem atraídas as chuvas mais fortes (que seriam mais benéficas nas regiões de nascentes); também ocorria uma concentração das chuvas nos dias de mais movimento, durante a semana (quando eram mais problemáticas), e menos intensas nos fins de semana. Leia Mais >

Novo gás para motosserra ruralista
“Em Brasília eles estão fazendo uma lei para beneficiar o desmatamento. Resolvemos então fazer uma para proteger as florestas. A campanha pelo Desmatamento Zero é uma resposta à falta de governança e à desastrosa proposta do novo Código. Nós brasileiros precisamos reagir, antes que façam de nossas florestas apenas uma vaga lembrança”, concluiu Adário. Leia Mais >

Doar sua conta no Twitter para o Greenpeace a partir dela, postar mensagens em defesa do meio ambiente, é uma ferramenta muito importante para ajudar em nossas mobilizações e espalhar as mensagens das nossas campanhas para um número maior de pessoas na internet.
Muitos internautas já aderiram a causa e doaram seu tweet. Para fazer parte dessa corrente, basta autorizar o aplicativo JustCoz em seu perfil. As mensagens serão automaticamente postadas pelo Greenpeace em seu perfil apenas uma vez ao dia. É muito simples, veja abaixo o passo a passo para se juntar a essa corrente.


Veja como fazer:
1 – Clique em http://justcoz.org/GreenpeaceBR
2 – Depois clique no botão vermelho “Donate a tweet a day”
3 – Digite seu login e senha do twitter para autorizar o aplicativo JustCoz;
4 – Clique no botão Tweet e poste para os seus amigos contando que você doou um tweet por dia para o Greenpeace Brasil;
5 – Agora, é só acompanhar as mensagens que iremos postar a partir da sua conta.


Rio+20 é chance para Brasil assumir liderança ambiental e pagar dívidas com seu povo, dizem especialistas
A Rio+20 acontece em junho, mas enquanto isso, sociedade civil, organizações internacionais e o governo dão os últimos retoques na agenda da conferência sobre o meio ambiente que atualiza as prioridades de desenvolvimento sustentável discutidas na Rio 92.
A reportagem apresenta a íntegra do programa "Cidades e Soluções" transmitida na Globo News.


 Foto: ©Greenpeace/Daniel Beltra
Cai Superintendente do Incra de Santarém

A denuncia feita pelo Greenpeace sobre a extração ilegal de madeira dentro do Projeto de Assentamento Corta-Corda foi a gota d´água para a exoneração do Sr. Francisco Carneiro da Superintendência do Incra de Santarém.
No dia 31 de março, quando o Rainbow Warrior estava na cidade, ativistas foram até o local, a cerca de 140 quilômetros da cidade de Santarém, no meio da floresta, para documentar o corte das árvores e fotografar as toras derrubadas sem o consentimento dos assentados e sem autorização do governo. O relatório com fotos e mapas da área documentada, pedindo a investigação do caso, foi encaminhado ao INCRA, IBAMA, MPF e MPE. Leia Mais >



O Que Foi Notícia no G8 esta semana (Grupos de Voluntários do Greenpeace no Brasil) 


Green Recife-Pernambuco
1 Ano de Fukushima
Green São Paulo
Experiências de uma Nova Voluntária do Greenpeace


A Frase da semana:


"Nós brasileiros precisamos reagir, antes que façam de nossas florestas apenas uma vaga lembrança” Paulo Adário


Agora que você já está atualizado das últimas notícias da semana, dois avisos importantes:


Neste domingo (15/04) estaremos em mais um Ponto Verde na Redenção das 9h às 17h com o tema Cozinha Solar. Estão todos convidados. Tragam a família, amigos, vizinhos, o cachorro e o papagaio. 






Para finalizar a edição de hoje, vale lembrar que ainda estão abertas as inscrições de novos voluntários para o Greenpeace de Porto Alegre. 
Junte-se aos inconformados e venha lutar por um país mais verde e sustentável. 
Cadastre-se AQUI 







quarta-feira, 11 de abril de 2012

Ponto Verde

Alô, Alô, Gurizada Verde de Porto Alegre e Região Metropolitana:

Neste domingo - dia 15 de abril - o Grupo de Voluntários do Greenpeace Porto Alegre estará no parque Redenção - próximo ao Monumento Expedicionário - das 9h às 17h - para a realização de mais um Ponto Verde. 

O tema do encontro será COZINHA SOLAR. 

Este tema já foi assunto aqui no blog e teve enorme repercussão junto ao público e, por esta razão,  a "Cozinha Solar" volta para a praça para que os voluntários possam fazer mais uma apresentação e divulgação das possibilidades da energia solar. 

Na oportunidade, estaremos colhendo assinaturas para a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para a criação da lei do desmatamento zero e contra as usinas nucleares. 

Detalhe importante: Para assinar a petição, é imprescindível ter em mãos o Título Eleitoral. 

Compareçam! 


segunda-feira, 9 de abril de 2012

Inscrições Abertas Para Novos Voluntários




Alô, Alô Gurizada Verde de Porto Alegre e Região Metropolitana:


Estão abertas as inscrições para novos voluntários no Greenpeace de Porto Alegre. 

Você que vive reclamando nas redes sociais do governo e das empresas que exploram - de forma predatória - este país, está na hora de você fazer a diferença e vir para as ruas participar de nossas campanhas como voluntário. 

Junte-se a nós, e lute por um Brasil mais verde e sustentável. 


Veja o processo para tornar-se um voluntário: 

Primeira fase:
Inscrição dos interessados no site do Greenpeace Brasil http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Participe/Voluntario/

Segunda fase:
Seleção dos candidatos de acordo com a disponibilidade de tempo, a proximidade do grupo e o perfil do candidato.

Terceira fase:
Entrevista com o candidato. O selecionado assina o termo de adesão ao trabalho voluntário e passa a integrar o grupo local. A participação deve ser ativa e regular e atender ao calendário de reuniões e atividades do grupo, o que proporciona uma capacitação contínua nas campanhas.


quinta-feira, 5 de abril de 2012

Giro da Semana - O Meio Ambiente em Pauta

Para você que não tem tempo de ficar conectado todos os dias na grande rede, o GT de Comunicação (que atualiza este blog), vai trazer um resumo dos principais tópicos publicados durante a semana nas Redes Sociais (Facebook, Google+ e Twitter) para que você possa ficar bem atualizado e ter uma boa leitura no final de semana.  

Toda notícia relevante e de interesse do grupo de voluntários será, na medida do possível,  publicada. Temas como meio ambiente, sustentabilidade, campanhas de conscientização, pontos verdes, etc... terão espaço garantido toda sexta-feira aqui neste blog. 


Como estamos em véspera de um feriadão, vamos antecipar a publicação do Giro da Semana para que você possa ficar bem informado. 


Boa leitura! 


Desmatamento zero: uma meta de governo?
“A meta de desmatamento zero é uma meta de bom governo. Enquanto não tivermos um bom governo – uma boa governança – não teremos o desmatamento zero”, concluiu o cientista político Sérgio Abranches em comentário desta manhã na Rádio... Leia mais >





Rede Amigos da Amazônia discute economia verde em painel
Em 2003, o Greenpeace lançou uma campanha para que as prefeituras brasileiras dessem um passo adiante no combate à extração ilegal da madeira na Amazônia, mesmo que suas cidades ficassem a milhares de quilômetros da floresta. Leia Mais >

E o palhaço, o que é?
O Rainbow Warrior vem navegando pelas águas amazônicas até a costa brasileira. Enquanto não chega em novos portos onde haverá visitação, a equipe do Greenpeace vai se capacitando para tornar esses dias ainda mais especiais para o público. Leia Mais

Levamos Santarém conosco
A bordo do Rainbow Warrior, partimos hoje de Santarém (PA) descendo o rio Amazonas em direção a Macapá. Foram cinco dias intensos na cidade, onde começamos a falar da campanha do Desmatamento Zero com comunidades da Amazônia. Leia Mais >

Amazônia para todos
Fazia muitos anos que eu não vinha para o interior da Amazônia. Tempo demais.
Apesar de trabalhar no Greenpeace há quase três anos e, antes disso, cobrir o desmatamento para o jornal “O Estado de S.Paulo”, primeiro a maternidade e depois uma avalanche de trabalho no escritório me seguraram nas cidades. Leia Mais >

O verde não está à venda
“A Verde para Sempre não está à venda.” Essa é a mensagem em uma placa que as comunidades extrativistas da Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre e o Greenpeace deixaram ontem dentro da unidade de conservação federal, localizada em Porto de Moz, no Pará. Leia Mais >

Vozes que Vêm da floresta
Hoje o Greenpeace organizou uma “assembleia flutuante” ao redor do Rainbow Warrior, que serviu de palco para as comunidades extrativistas da Resex Verde para Sempre, em Porto de Moz, no Pará, colocarem a boca no trombone.
E foi o que eles fizeram. A reserva foi criada em 2004, mas quase nada saiu do papel. Até agora ela não tem plano de manejo, os extrativistas ainda não receberam um contrato de concessão de uso e fazendeiros e madeireiros ainda operam por ali, levando insegurança à região e aos moradores. Leia Mais >

O Carbono do petróleo também é nosso
Dilma já viu e gostou do nosso mapa de petróleo e você?
Veja o mapa >

Textos para entender a Conferência Rio+20
Estamos a menos de três meses do início Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. De agora em diante, os debates irão esquentar. Para conhecer a base dessas discussões, ((o))eco preparou a lista dos documentos oficiais que são essenciais para acompanhá-las. Leia Mais >


Código Florestal: mobilização deve ser “mantida e ampliada”, diz especialista
O especialista em políticas públicas do WWF-Brasil, Kenzo Jucá, afirmou recentemente que a mobilização popular em torno do Código Florestal deve ser “mantida e ampliada” durante as próximas semanas. De acordo com o especialista, os dois adiamentos da votação de reforma do Código - ocorridos em novembro de 2011 e março de 2012 – não garantem que as florestas brasileiras estejam a salvo das ambições ruralistas. Leia Mais >


Água contaminada vaza ao mar em Fukushima, diz TV japonesa
Tepco teria confirmado vazamento de 12 toneladas de água ao mar. Água contaminada com estrôncio radioativo serviria para resfriar reatores. Leia Mais >


Japão estabelece padrões de segurança para reatores
Tóquio - O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, e três outros ministros chegaram a um acordo nesta quinta-feira sobre um esboço estabelecendo parâmetros de segurança para os reatores nucleares do país antes que o governo autorize sua reativação. Leia Mais >

Dilma defende novas usinas hidrelétricas e diz que não há espaço para ‘fantasias’ na Rio+20
Ao participar ontem (4) da reunião do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff rebateu críticas de ambientalistas em relação aos projetos de desenvolvimento do governo. Dilma citou a conferência como a Rio+20, que ocorrerá em junho no Brasil, como um fórum para discussões dos temas ambientais relevantes, sem necessidade de recorrer a “fantasias”. Leia Mais >

O que foi notícia nos Grupos de Voluntários do Greenpeace no Brasil: 

Green Brasília 

Green Rio
Novos Voluntários no Grupo do Rio de Janeiro


A Foto e os Vídeos da Semana:
Placa dá recado ao governo de que a Reserva Verde para Sempre não está à venda. Foto: ©Greenpeace/Karla Gachet

 
Corte não-autorizado de madeira em área de assentamento do Incra

Rainbow Warrior encontra cruzeiro europeu na Amazônia




terça-feira, 3 de abril de 2012

RWIII - Life on board!


Nosso blog abre espaço nesta edição para o relato de Babi Viegas, voluntária do Greenpeace de Belo Horizonte, que está a bordo no Rainbow Warrior III em direção à Santarém. 

O Grupo de Voluntários do Greenpeace de Porto Alegre aproveita a oportunidade para parabenizar a gurizada verde de Belo Horizonte e, dos pampas gaúchos,  manda fortes abraços para todos. 

Mas agora, vamos deixar que Babi nos conte sua aventura a bordo do RWIII: 


"Hoje se completam 10 dias que estou a bordo do RWIII, o novo navio do Greenpeace, inaugurado em outubro do ano passado e que está fazendo seu primeiro tour pelo Brasil.

Junto comigo estão outros dois voluntários, o Vinil, do Rio de Janeiro, e a Leonor, de Manaus.

O navio, um veleiro, é maravilhoso e a sensação de chegar nele com as minhas coisas no dia 22, sabendo que ficaria a bordo durante três semanas, foi indescritível.

No dia 26 veio o frio na barriga quando, às 17h, saímos do porto de Manaus em direção à próxima parada: Santarém, onde estamos agora. Estar no navio durante esses quatro dias já estava sendo fantástico, mas somente quando começamos a velejar a ficha realmente caiu: o sonho de tantos anos estava se realizando.


O interessante de se observar dentro do navio é que tudo foi
realmente pensado para os balanços da viagem, como as cadeiras que se prendem à mesa com espécies de elástico, os controles remotos (sim, no lounge temos uma televisão!) que se prendem ao móvel por velcro, os pratos, que ficam dentro de uma cavidade com molas nas laterais e na parte inferior, e várias outras coisas que eu vou contando para vocês aos poucos.



Apesar de não estarmos aqui oficialmente como crew (tripulação), mas sim como guests, participamos da rotina de trabalho dos tripulantes, ajudando na limpeza e em outras tarefas que surjam. A organização é muito grande e na parede temos um cronograma com algumas tarefas diárias (como limpar os banheiros, lavar toalhas e panos de prato, arrumar as áreas comuns, etc), que as pessoas se voluntariam para realizar.

Além dessas tarefas, há outro cronograma, no qual constam as pessoas que vão fazer o watch do dia, e em que horário. O watch consiste basicamente em, quando o navio está atracado, ficar na polpa, atento para caso apareçam (acreditem) barcos piratas. Quando estamos velejando, à tarefa de cima se soma a de ficar na proa, a procura de eventuais troncos ou objetos no mar/rio/oceano que possam danificar a hélice.

Durante meus primeiros dias a bordo fiquei na cozinha, como assistente da Wendy, a cozinheira, mas essa experiência conto para vocês na próxima vez, pois daqui a pouco o jantar será servido e eu ainda tenho que descansar um pouco: hoje, o watch das 03h às 07h é meu!"